Você já ouviu falar na calçada inteligente? - Smart City Laguna
Related content
28/11/2018 Você já ouviu falar na calçada inteligente?

A rua batizada de Bird Street, em Londres, converte a energia cinética gerada pelos passos em eletricidade , graças à inovadora tecnologia Pavegen. A New West End Company contratou várias empresas de engenharia de alta tecnologia para transformar uma rua de pouca importância numa Smart Street.

Um adulto de altura mediana gera cerca de 5 watts por passo, utilizados então para alimentar a iluminação de LED. Sensores conectados à uma app móvel informam cada pessoa de quanta energia gerou e o significado prático dessa quantia.

Jace Tyrel, CEO da New West End Company, explica que o ponto de partida para este projeto foi abrir estes pedaços anexos da Oxford Street que não estão no momento a ser utilizados e ao mesmo tempo encorajar práticas para reduzir a poluição do ar. A Oxford Street tem mais de 25 ruas adjacentes que continuam sem ser usadas pelos visitantes da rua comercial mais movimentada da Europa.

A tecnologia que ocupa dez metros quadrados da calçada da Bird Street foi desenvolvida pela empresa Pavegen. O caminho é equipado com uma tecnologia que gera energia quando os pedestres caminham sobre ele. À medida que os pedestres caminham pela calçada, a pressão faz com que os geradores no piso se desloquem verticalmente. A indução eletromagnética cria energia cinética que pode ser usada para alimentar dispositivos. No caso da Bird Street o sistema irá alimentar a iluminação das luminárias em forma de pássaros que decoram as árvores da rua e também alimenta o equipamento de som, que emite sons de pássaros cantando conforme a pessoa caminha.

O sistema tem também outro objetivo, além de gerar energia. Cada módulo de piso do sistema é equipado com um transmissor de dados Bluetooth, que captura informações a partir de cada passo. Ao caminhar, o pedestre pode se conectar a um aplicativo móvel da empresa, onde cada passo coletado é convertido em moeda digital que pode tanto ser usada como recompensas em programas de fidelidade, como doadas para instituições de caridade.

O sistema também monitora continuamente o fluxo de pessoas, dando a capacidade de prever horários de pico e locais privilegiados de uma rua ou centro comercial, por exemplo. Ela também monitora o fluxo direcional para fornecer uma análise abrangente dos padrões de movimento. O sistema gera um mapa de calor, mostrando o comportamento do consumidor através da medição da intensidade, do ritmo e do número de pessoas que caminham dentro de uma área designada.