Smart City Laguna é destaque no Valor Econômico - Smart City Laguna
Related content
19/02/2018 Smart City Laguna é destaque no Valor Econômico

noticia47_thumb

Atraído pela demanda do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, o Grupo Planet – formado por empresas inglesas e italianas – está desenvolvendo no distrito de Croatá, em São Gonçalo do Amarante (CE), região metropolitana de Fortaleza, o que classifica como a primeira cidade inteligente social do mundo: a Smart City Laguna.

O empreendimento é voltado para 25 mil pessoas numa área total de 330 hectares, sendo aproximadamente 480 mil metros quadrados de área verde, distribuídos por toda a cidade. O grupo desenvolve outros dois projetos semelhantes em Milão e em Roma, mas Laguna será a primeira.

“A condição necessária para o projeto é ter desenvolvimento econômico que gere déficit habitacional”, diz Susanna Marchionni (foto), diretora geral da SG Desenvolvimento, a incorporadora brasileira responsável pelo projeto.

Ela explica que o local escolhido para a construção da Smart City Laguna, Pecém, é um celeiro de oportunidades, pois está inserido em uma das regiões mais prósperas do Brasil, com a primeira ZPE do país e iluminada por uma rede de fibra óptica.

“Estamos mudando a forma de construir novos bairros com uma nova proposta de desenvolvimento urbano, unindo moderna infraestrutura, tecnologia e projetos sociais. Nossa ideia é escolher soluções e conceitos inteligentes disponíveis no mundo e integrá-los na construção desta cidade. Isso para mostrar como a inovação tecnológica aplicada em áreas urbanas muda a vida das pessoas, tornando a cidade ambientalmente mais sustentável e socialmente mais inclusiva”, diz Susanna.

A Smart City Laguna será composta por 7.065 lotes, sendo 6.009 residenciais, 920 do polo comercial e de serviços e 136 do polo tecnológico e empresarial. Toda a cidade inteligente será saneada e pavimentada. Entre os parceiros, estão empresas como TIM, Enel, Samsung, Arup e StarBoost. “Lançada em janeiro de 2016, a Smart City Laguna já entregou os primeiros 90 hectares de um mix funcional com unidades residenciais, comerciais e empresariais.”

Os moradores contam com sistemas de aproveitamento das águas pluviais, serviços de mobilidade, coleta inteligente de resíduos, energia solar, monitoramento da qualidade do ar e da água, infraestrutura digital com wi-fi grátis nas áreas institucionais da cidade, rede subterrânea inteligente de eletricidade, com iluminação de LED, câmeras e sensores, totens interativos e iluminação inteligente.

O Planet APP é o painel de controle da cidade inteligente, um aplicativo nas versões Android ou iOS. Após o cadastro, os moradores terão acesso a todos os serviços locais, contato com outros moradores e monitoramento do consumo de água e de energia de sua residência.

Fonte: Valor Econômico.