Porto do Pecém registra recorde de movimentação e alta no faturamento - Smart City Laguna
Related content
14/02/2019 Porto do Pecém registra recorde de movimentação e alta no faturamento

O Terminal Portuário do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (CE), fecha o ano de 2018 com novo recorde de movimentação. De janeiro a dezembro foram movimentadas 17.210.796 toneladas, o que representa um crescimento de 9% em relação ao mesmo período de 2017.

A alta nos resultados foi puxada, entre outros fatores, pelo desembarque de cargas conteinerizadas, que cresceram 34%. Aumentou também a procura pela navegação de cabotagem (entre portos brasileiros). O Pecém registrou um crescimento de 31% nessa modalidade na comparação com o ano anterior. O minério de ferro é o destaque da categoria, com 4,7 milhões toneladas desembarcadas.

Longo Curso

Na navegação de longo curso (entre portos de diferentes países) os principais destaques foram o carvão mineral no desembarque, com 5,1 milhões de toneladas, já no embarque, as placas de aço também estão em primeiro lugar, com 2,9 milhões de toneladas em 2018. Os principais destinos da exportação são Estados Unidos, Turquia, Holanda, Marrocos e Espanha.

Avanço

Para o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), Danilo Serpa, os bons resultados foram alcançados graças à busca constante de novas linhas de navegação, cargas, por melhores métodos de movimentação, de eficiência, produtividade e segurança nas operações. Além dos esforços constantes na apresentação do equipamento para stakeholders nacionais e internacionais.

Faturamento

O novo recorde na movimentação das cargas refletiu também no faturamento do Porto do Pecém, com crescimento de 17% comparado com o mesmo período de 2017. O CIPP faturou mais de R$ 168 milhões.

“Este ano esperamos continuar crescendo, principalmente com a parceria de Roterdã, que será um grande aliado na prospecção de novos negócios para o CIPP, além de uma busca constante de eficiência administrativa e melhoria de processos”, finaliza o presidente.

Administrado pelo Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), do Governo do Ceará, o Porto mantém a linha de crescimento desde o início de seu funcionamento e permanece como um dos principais geradores de emprego e renda para o Estado.