Plano quer lançar bases de um Ceará melhor - Smart City Laguna
Related content
6/10/2017 Plano quer lançar bases de um Ceará melhor

Ceara 2050

Com o objetivo de traçar estratégias para acelerar o crescimento econômico estadual nas próximas três décadas, o Governo do Estado do Ceará lançou na última segunda-feira (2), o Plano Estratégico de Desenvolvimento de Longo Prazo – Ceará 2050. O Estado espera, com os novos planos, atender de forma mais eficiente às expectativas da sociedade pela oferta de serviços essenciais – saúde, educação, abastecimento de água, segurança pública e geração de emprego e renda. O evento de lançamento iniciou às 9h, no Centro de Eventos do Ceará, com a presença do governador Camilo Santana e pelo menos outras 4 mil pessoas, entre políticos, empresários e lideranças.

Conforme o governo do Estado, a expectativa com o estudo é que a sociedade cearense comece a pensar, de forma imediata, “um novo ciclo para o desenvolvimento socioeconômico do Estado, uma vez que os modelos de geração de emprego e renda que tiveram grande êxito há algumas décadas já não conduzem aos resultado esperados em termos de avanços sociais e combate à pobreza, diante de uma realidade regional e global em constante mudança”.

Nesse sentido, o Plano Estratégico Ceará 2050, que terá a coordenação da Universidade Federal do Ceará (UFC) e outros centros acadêmicos, tem a responsabilidade de reunir as melhores contribuições regionais, nacionais e até internacionais para refletir sobre o que os cearenses desejam para 30 anos.

Para tanto, o governo garante que haverá uma discussão ampla e democrática, nos próximos 15 meses, em que todos os atores sociais – independente de matiz partidária ou ideológica – participem e contribuam para lançar as bases de uma nova plataforma de desenvolvimento para o Estado, vinculada à gestão pública eficiente, à sustentabilidade ambiental, ao combate à pobreza e ao compromisso com a economia do conhecimento.

Etapas

Após o lançamento do Ceará 2050, o governo do Estado e a UFC vão constituir uma equipe técnica para gerenciar as várias fases do projeto. Essa equipe receberá relatórios mensais de monitoramento do processo para a gestão do projeto.

Num primeiro momento, segundo o governo, será feito um diagnóstico sobre o Ceará nas dimensões social, econômica, ambiental, territorial e de governança do Estado – incluindo uma retrospectiva das estratégias e resultados alçados pelo Ceará nas últimas três décadas.

Segundo o titular da Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), Maia Júnior, a pesquisa mostrará quais políticas podem ser aplicadas no Ceará. “Quanto mais rico o Estado, melhor a capacidade dele de melhorar a vida das pessoas”, destacou o secretário.

Fonte: Diário do Nordeste.