PIB do Ceará fecha 2017 em 1,87% e supera índice nacional de 1% - Smart City Laguna
Related content
24/03/2018 PIB do Ceará fecha 2017 em 1,87% e supera índice nacional de 1%

O Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará fechou o quarto trimestre de 2017 com alta de 3,24% o em relação a igual período de 2016, quando ficou em – 4,95%. Também superou o resultado do terceiro trimestre de 2017, quando o índice ficou em 3,03%. Com o resultado do último trimestre, o PIB cearense em 2017 ficou em 1,87%. O desempenho do Estado no quarto trimestre de 2017 e no fechamento do ano passado superou os resultados do Brasil, respectivamente de 2,1% e 1,0%. Os dados da economia cearense foram divulgados nesta quarta-feira (21/03) pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Ceará.

Dos três setores que compõem o PIB – Agropecuária, Indústria e Serviços – o primeiro apresentou crescimento de 29,06 por cento no quarto trimestre de 2017 em relação a igual período de 2016, quando fechou em -4,73%. Portanto, a agropecuária – mesmo levando em consideração que é, dentre os três setores o que tem menor peso no cálculo do PIB (4,49% de participação) – apresentou melhor resultado, contribuindo em muito para o desempenho do Índice. Já o setor Serviços apresentou o segundo melhor resultado no período, com 2,36 por cento, seguido pela Indústria (extrativista mineral, transformação, construção civil e eletricidade, gás e água), com 2,08%. Tanto no setor Agropecuário bem como no de Serviços, o Ceará superou os índices do Brasil, exceto na Indústria no 4º trimestre do ano passado.

O desempenho verificado no último trimestre e o índice acumulado no ano mostram o poder de recuperação da economia do Estado. No início da crise brasileira, que atingiu o Ceará a partir de 2015, basta ver que o PIB do segundo trimestre ficou em – 1,46%, iniciando uma série de quedas sucessivas até o primeiro semestre de 2017, quando a economia começou a reagir, fechando o 2º trimestre de 2017 em 1,90. Embora a queda do PIB do Estado tenha sido mais impactante, o processo de recuperação está sendo bem mais rápido – afirma.

Já comparando o resultado do PIB do quarto trimestre de 2017 com o terceiro trimestre do mesmo ano, o setor Agropecuário apresentou evolução de 7,81%. A Indústria fechou em 0,48%, com destaque para a Construção Civil, com 1,03%, e Extrativa Mineral, com 0,54%. Já o setor de Serviços passou por uma ligeira queda e fechou em -0,49 por cento, apesar do crescimento verificado na Intermediação Financeira, com 0,68%. No geral, comparando o desempenho do PIB do 4º trimestre 2017 ao 3º trimestre do mesmo ano, a evolução foi de 0,05%. Os dados do PIB já podem ser acessados no www.ipece.ce.gov.br.

O PIB é um indicador que mostra a tendência do desempenho da economia cearense no curto prazo. Além do Ceará, mais sete estados brasileiros realizam o cálculo de sua economia trimestralmente: Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo, que utilizam a mesma ponderação das Contas Regionais. É calculado com base nos resultados dos três setores, Agropecuária, Indústria e Serviços, e desagregados por suas atividades econômicas. É importante ressaltar que, como indica somente uma tendência de crescimento ou arrefecimento da economia, suas informações e resultados são preliminares e sujeitos a retificações, quando forem calculadas as Contas Regionais definitivas, em conjunto com o IBGE e as 27 Unidades da Federação.

Fonte: Governo do Ceará.