Momento econômico atual é positivo para aquisição de imóveis, aponta executivo - Smart City Laguna
Related content
2/01/2019 Momento econômico atual é positivo para aquisição de imóveis, aponta executivo

Passado o momento de incerteza que ronda qualquer processo eleitoral, o Brasil prepara-se para viver novo ciclo político. Expectativas com a aprovação de reformas estruturais, oferecimento de mais incentivos ao capital produtivo e diminuição do desemprego são alguns dos temas que rondam o cenário para os próximos quatro anos. O mercado imobiliário, um dos motores da economia nacional, insere-se na rubrica de expectativas positivas.

Em dezembro de 2018, o Sindicato da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), uma das principais instituições de ensino e pesquisa em economia do país, anunciaram que a expectativa de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) do setor da construção civil em 2019 é de 1,3%. O dado apresentado indica que, após período de estagnação, o mercado imobiliário brasileiro deverá reagir no próximo ano. Quem procura adquirir um imóvel hoje, seja para morar ou mesmo investir, aproveitando o atual preço do mercado, deve ficar atento a essa janela de oportunidade. É o que defende o diretor da Reali Imobiliária, Ladislau Nogueira.

“As previsões apontam para uma melhora forte da economia já em 2019, tanto pela mudança de governo como pelas expectativas do mercado financeiro, dos empresários, do setor produtivo e dos principais economistas do país”, analisa o empresário do ramo imobiliário de Fortaleza. “A confiança do consumidor e dos empresários aumentou bastante em todos os segmentos, e não podia ser diferente com o ramo de imóveis. Os principais players nacionais inclusive já acreditam em um novo ‘boom’ do mercado imobiliário, mas desta vez de forma equilibrada.”

Estoques em alta e oportunidades

Outra marca do atual momento do mercado de imóveis em Fortaleza está relacionado ao alto estoque de unidades. Com poucos negócios registrados nos últimos anos, as construtoras viram suas vendas concentrarem-se abaixo das expectativas pré-crise. A oferta, maior que a demanda, representa oportunidade positiva para o consumidor, por meio do estímulo a promoções e negociações diferenciadas, explica Nogueira. “Como o estoque [de imóveis] da cidade está 90% pronto e as construtoras precisam realizar e finalizar as vendas de cada empreendimento é um bom momento para aquisições.”

Para o executivo, esta combinação de ofertas e expectativa de crescimento econômico, para o próximo ano, configura-se boa oportunidade para quem esperou o momento certo para adquirir um imóvel. “O momento agora está a favor do comprador. O vendedor não fica satisfeito em conceder descontos, e na primeira oportunidade [de melhora econômica] vai acabar com o oferecimento de benefícios. Mas não é que o preço vá subir de uma hora para outra. Haverá uma recuperação gradual do valor de tabela, o que deve acontecer nos próximos 60 dias. Então, se você está preparado, o momento de comprar é agora”, defende Nogueira.

Fonte: O Povo