Governo do Ceará planeja investir R$ 3,9 bi em 2018 - Smart City Laguna
Related content
19/10/2017 Governo do Ceará planeja investir R$ 3,9 bi em 2018

investimentos

Em 2018, o Governo do Ceará espera realizar investimentos da ordem de R$ 3,9 bilhões, conforme previsto no Projeto de Lei Orçamentária para o exercício de 2018, encaminhado à Assembleia Legislativa no último dia 11. O valor representa um incremento de 1,9% em relação ao volume de investimento previsto na lei orçamentária para 2017 (R$ 3,888 bilhões).

Segundo a mensagem enviada pelo governador Camilo Santana (nº 8193/17), o Governo dará continuidade aos projetos propostos no Plano Plurianual como o Cinturão das Águas, ampliação do Porto do Pecém (em São Gonçalo do Amarante), implantação da Linha Parangaba-Mucuripe do VLT, pavimentação e duplicação de rodovias, e projetos de melhoria urbana.

De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão, Maia Júnior, além do Cinturão das Águas, os investimentos na área hídrica incluem intervenções em adutoras, em açudes e poços. “Além disso, vamos fazer fortes investimentos em áreas sociais, em escolas, em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), policlínicas, e sobretudo em segurança, setor no qual o Estado vem crescendo substancialmente os gastos”, disse o secretário.

Orçamento
O Orçamento de 2018 está estimado em R$ 26,4 bilhões, sendo destinado ao Orçamento Fiscal e de Seguridade Social o valor de R$ 26,2 bilhões, e ao Orçamento das Estatais controladas pelo Estado, R$ 236,9 milhões. Para o próximo ano, o Governo estima que a receita corrente seja de R$ 26,1 bilhões, dos quais R$ 14,5 bilhões oriundos de impostos, taxas e contribuições de melhoria. Já as despesas correntes estão estimadas em R$ 21,4 bilhões, sendo a maior parte destinada a gastos com pessoal e encargos (R$ 11,3 bilhões).

Expectativa
Segundo o Governo, a proposta orçamentária foi elaborada “diante de uma expectativa de crescimento gradual iniciada em 2017, o que se traduz em um crescimento esperado do PIB estadual para 2018 na ordem de 3,2%”. Para 2018, o Governo espera que um grande volume de recursos externos sejam aportados no Brasil em decorrência das taxas de juros brasileiras ainda elevadas, na comparação com a dos países desenvolvidos, “beneficiando também o Ceará em virtude de sua atratividade nos mais diversos setores que permeiam a economia local”.

Fonte: Diário do Nordeste.