Gigantes corporativos investem em negócios de impacto no Brasil - Smart City Laguna
Related content
9/07/2018 Gigantes corporativos investem em negócios de impacto no Brasil

Os negócios de impacto, em geral, costumam ainda fazer parte do universo das startups, ou seja, empresas iniciantes com potencial de crescimento acelerado. Mas grandes conglomerados já começam a se movimentar na direção do benefício social. Um exemplo é a criação em 2017 do projeto Ama pela gigante de bebidas Ambev.

A Ama é uma marca de água mineral fabricada e distribuída pela Ambev que reverte 100% do lucro para iniciativas de acesso de água potável no semiárido brasileiro. Segundo site da companhia, mais de R$ 2 milhões já foram arrecadados desde março de 2017. Desse total, metade já foi investida em dez projetos.

Outro movimento recente envolveu a gigante de produtos de consumo Unilever, que mirou a cadeia de orgânicos no Brasil. Em outubro de 2017, a companhia anglo-holandesa comprou 100% da Mãe Terra, uma das principais marcas nacionais de alimentos saudáveis, mas manteve a gestão independente, com o fundador Alexandre Borges à frente do negócio.

Dentro do ponto de vista de um negócio social, caso da Mãe Terra, faz todo sentido a aquisição por um grande conglomerado. Não apenas por reforçar os valores de impacto dentro do grupo, mas para ganhar maior relevância. “Não basta ser orgânico”, afirma Borges. “Queremos recriar um modelo econômico para a agricultura que consiga dar valor ao pequeno produtor, comprar essa produção familiar das cooperativas e, com a Unilever, a gente ganha escala e distribuição, ou seja, musculatura para fazer isso acontecer.”

Fonte: Valor Econômico.