Conheça 4 países que estão inovando em energia renovável - Smart City Laguna
Related content
13/11/2019

Conheça 4 países que estão inovando em energia renovável

O uso de fontes renováveis de energia está sendo amplamente expandido ao redor do mundo, especialmente após os países em desenvolvimento começarem a notar o potencial econômico desse tipo de energia. Além disso, o interesse em segurança energética para diminuir as importações de energia de outros países também contribuiu para o aumento do uso dessa energia. Com isso, alguns locais se destacam pelo uso eficiente de fontes renováveis em sua matriz energética.

Dubai

Dubai é uma das cidades mais povoadas dos Emirados Árabes Unidos e é cada vez mais conhecida por seu papel de liderança no desenvolvimento de energia solar. O departamento de Eletricidade e Água de Dubai tem o objetivo de aumentar a utilização de energia renovável para 7% da demanda nacional de eletricidade até 2020 e 15% até 2030. O principal foco é o Parque solar Mohammad bin Rashid Al Maktoum, que é um dos maiores projetos de energia renovável no MENA (Oriente Médio e Norte da África) e tem capacidade para produzir 200 MW.

Os Emirados Árabes Unidos têm a intenção de equipar 30.000 edifícios com sistemas que economizam energia e introduzir novos incentivos fiscais para estimular o uso de sistemas de energia e aquecimento solar. A expectativa é que Dubai se torne a primeira “cidade inteligente” do mundo onde todo o consumo de energia é monitorado e controlado.

China

Em 2013, a China alcançou uma capacidade total de 378 GW de produção de energia renovável, principalmente através de energia hidrelétrica e eólica. A produção de células solares fotovoltaicas aumentou 100 vezes desde 2005, permitindo assim que o custo da energia solar caísse 70% através da criação de um mercado global em massa. De acordo com o chefe da Agência Internacional de Energia, Marie van der Hoeven, a China está gastando mais em desenvolvimento de energia renovável do que os EUA e a Europa juntos. A geração de energia a partir de turbinas eólicas na China já alcança mais de 25% do consumo do país.

Índia

O desenvolvimento de energia renovável na Índia está sendo conduzido pelo Ministério de Energias Novas e Renováveis do país. Ele alcançou 33,8 GW de capacidade instalada de energia renovável em fevereiro de 2014, dos quais 66% foram gerados a partir de energia eólica. A produção de energia solar, biomassa e pequenas usinas hidrelétricas contribuíram com mais 4,59%. Entre 2014-2015, a Índia acrescentou 4.089 MW à sua produção, 8,5% a mais que sua meta original de 3.770 MW, aumentando sua capacidade total de energia renovável para 35,77 GW.

África do Sul

De acordo com o Departamento de Energia do país, a África do Sul tem potenciais fontes de energia renováveis que lhe permitam gerar 3.725 MW até 2030 no âmbito do seu Programa de Aquisição de Produtores Independentes de Energia Renovável. A África do Sul é atualmente ainda muito dependente de combustíveis fósseis, mas as usinas solares, eólicas e de biomassa estão sendo instaladas em todo o país.

Destas tecnologias, a energia eólica parece ser a de mais rápido crescimento. O ministro Sul Africano de energia, Tina Joemat-Pettersson, anunciou que o país adicionou um total de 4,322MW à sua capacidade de energia renovável em menos de quatro anos, a um custo muito mais baixo do que a geração de combustível fóssil.