Como o Big Data irá impulsionar a inovação nas cidades inteligentes - Smart City Laguna
Related content
2/08/2019

Como o Big Data irá impulsionar a inovação nas cidades inteligentes

Você já parou para pensar por que a inovação baseada em dados é crucial para o futuro da vida urbana? Em meio a inovações tecnológicas, como Inteligência Artificial, Internet das Coisas (IoT) e Big Data, o movimento de cidades inteligentes ganhou impulso nos últimos anos. 

Com 68% da população mundial destinada a viver em áreas urbanas até 2050, segundo a ONU, o esforço para tornar as cidades do mundo mais conectadas e eficientes aos cidadãos chega em um momento oportuno.

O Big Data está no centro da inovação das cidades inteligentes. Com base em dados de dispositivos conectados, as cidades poderão otimizar suas operações e gerenciar efetivamente as mudanças, que serão significativas.

O McKinsey Global Institute calcula que as tecnologias de cidades inteligentes têm o potencial de aumentar os principais indicadores de qualidade de vida urbana de 10 a 30%.

Embora os benefícios das cidades inteligentes sejam em longo prazo, três áreas em particular atestam porque a inovação orientada por dados é crucial para o futuro da vida urbana. São elas: gerenciamento de tráfego, segurança pública e infraestrutura.

Leia também: Brasil poderá ser primeiro país da América Latina a implantar tecnologia 5G

Gerenciamento inteligente de tráfego

Segundo o McKinsey, o investimento em tecnologias voltadas ao tráfego irá dobrar: de US$ 2 bilhões em 2019 para US$ 4,4 bilhões em 2023.

Os dados coletados por sensores de IoT e câmeras de segurança, por exemplo, podem ser utilizados para ajudar os planejadores urbanos a resolver gargalos, tornar o fluxo de tráfego mais eficiente e reduzir o congestionamento.

Segurança pública

De acordo com analistas, o mercado de tecnologia em Segurança Pública alcançará US$ 295,98 bilhões até 2023. Mas como funciona essa tecnologia na prática? Por meio dos dados de GPS é possível encontrar pessoas desaparecidas. Já as câmeras inteligentes podem ajudar no policiamento das cidades, entre outros.

Gerenciando infraestrutura de cidades inteligentes

O crescimento populacional e a mudança climática representarão desafios significativos para a infraestrutura das cidades nas próximas décadas, mas o Big Data pode ajudar os planejadores urbanos a se adaptarem.

Monitorando áreas de difícil acesso, por exemplo, os drones podem gerar dados ricos e acionáveis para orientar as decisões sobre reparo e manutenção de infraestrutura. Isso evita que deficiências estruturais potencialmente fatais sejam ignoradas.

Quando as cidades se comprometerem verdadeiramente com a inovação, elas serão significativamente mais inteligentes – e seus cidadãos ficarão muito melhores.