Cidade Inteligente e a iluminação moderna - Smart City Laguna
Related content
27/11/2018 Cidade Inteligente e a iluminação moderna

Existem várias tecnologias que podem tornar a cidade mais “inteligente”. Economia de energia, água e outros recursos naturais, mobilidade, gestão automatizada, melhoria do planejamento e gestão das atividades, dentre outras mudanças, podem ser alguns exemplos de uma Smart Cities. Não apenas no Brasil, mas como para outros lugares, o conceito de Smart Cities, ou cidades inteligentes, define uma melhoria significativa na qualidade de vida dos habitantes, além de tornar os centros urbanos mais eficientes.

Uma tendência para cidades inteligentes é usar a tecnologia, em especial a internet e os aplicativos para celulares, afim de facilitar processos. Outro ponto é investir em sistema de iluminação, sensores de presença, sensores crepusculares, de equilíbrio, de luminosidade e telegerenciamento são alguns exemplos de equipamentos que podem ser utilizados em iluminação para uma cidade ou indústria mais inteligente.

De forma superficial, o sistema de Telegestão funciona de maneira simples, como exemplo mencionaremos as luminárias que se utilizam do protocolo Zigbee Mesh. Uma luminária dotada de antena se comunica com outras luminárias, que por sua vez se comunicam com uma central, e esta central comanda o grupo de luminárias. Com o sistema de Telegestão, é possível ainda controlar a intensidade de cada luminária de LED em tempo real, diminuindo em horários pré-estabelecidos, consequentemente otimizando os custos com energia elétrica.

A iluminação inteligente é mais do que apenas ligar ou desligar as luzes sem tocar fisicamente num interruptor, ela tem um papel muito importante para uma cidade, não só reduz o consumo de energia, como melhora índices de segurança em áreas consideradas perigosas por possuir baixa luminosidade, evita acidentes de trânsito ao iluminar com mais eficiência uma via pública, melhora o índice de ofuscamento para veículos e pedestres, dá mais cor e vida às atividades noturnas, tornando o turismo mais atrativo, bem como a percepção e orgulho dos habitantes locais para com seu bairro ou cidade.

Investir em recursos para tornar a cidade mais “inteligente, à primeira vista alguns custos podem parecer elevados, mas os benefícios que essas tecnologias trazem, fazem com que, por exemplo, a economia de energia pague por sua instalação, trazendo o retorno muito rápido. Economia sempre é positivo, e esse, com certeza, é um dos inúmeros benefícios em ter uma cidade inteligente.