Cearáportos agora é Cipp S.A e assume controle da ZPE - Smart City Laguna
Related content
11/10/2017 Cearáportos agora é Cipp S.A e assume controle da ZPE

1110_Porto-do-Pecem-P

O governador do Estado, Camilo Santana, sancionou ontem (10) a Mensagem Nº 8163/2017, que moderniza a legislação referente ao Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp). Com isso, a Cearáportos amplia seu objeto social e torna a Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE) sua subsidiária. A nova legislação altera o objeto social da Cearáportos para que atue também na administração, operação, exploração e desenvolvimento do Terminal Portuário do Pecém e da zona industrial adjacente, que compõem juntas o Cipp.

A denominação social da Cearáportos também foi modificada, passando a ser Complexo Industrial e Portuário do Pecém S.A (CIPP S.A), segundo o Governo do Estado, para dar maior abrangência à sua atuação. Com isso, a companhia Cipp S.A passa a atuar vinculada administrativamente à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e não mais à Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).

Próximos passos
De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro, o próximo passo é iniciar as atividades de transição, envolvendo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Cearáportos, ZPE e Seinfra.

“Estamos criando um grupo de trabalho envolvendo a gestão desses órgãos para dar suporte a essa integração. Não há dúvidas de que essa mudança de denominação e vinculação da Cearáportos e da ZPE, integrando as atividades do complexo, vai ser fundamental para potencializar e subsidiar a parceria que está sendo formatada entre os Portos do Pecém e de Roterdã, como também de investimentos de origem diversas”, disse o titular da SDE.

Cesar Ribeiro destaca que a mudança da legislação não muda as atividades das subsidiárias, mas cria uma condição de trabalhar o desenvolvimento do complexo por meio de uma estrutura unificada, facilitando e integrando processos. O governador anunciou a nova legislação ontem (10) durante bate-papo em sua rede social. “Nós temos uma estrutura e queremos unificar esses equipamentos, ZPE, Cearáportos, e criar uma empresa que possa aglutinar esses equipamentos em uma visão maior do Complexo Portuário”, disse Camilo Santana.

Fonte: Diário do Nordeste